sexta-feira, 17 de abril de 2009

O Órgão da Igreja de São Mateus (Ilha do Pico)


Um dos sete pertencentes à ilha do Pico, o órgão da Igreja de São Mateus sobrevive ao desgaste dos anos e aos constantes episódios sísmicos que tanto constam dos registos históricos da região. O último mais intenso, datado de 1973, tirou a voz ao instrumento. A constituição dos tubos (os de chumbo, principalmente) favoreceu o sector piscícola que, aproveitando a degradação do edifício, se abasteceu de material proveniente do órgão. Agora, aguarda silenciosamente por um restauro.




Informação Técnica:

- Localização (na Igreja): Coro Alto
- Estado: Não Funcional
- Tipo: Órgão Inglês de Armário, de um manual
- Organeiro: Desconhecido
- Teclado: Dó¹ - Sol 5

- Registação (da esquerda para a direita) - 8 registos:
* Open Diapason - 8'
* Stop Diapason Bass - 8'
* Stopt Diapdreble - 8'
* Dulciana - 8'
* Trumpet - 8'
* Fifteenth - 2f
* Twelfth - 2 ²/3
* Principal - 4'

- Extras: Inclui dois Pisantes (o da esquerda acciona Trumpet, o da direita acciona os três últimos registos da direita e encontra-se bloqueado)

- Intervenções:
* Construção - Finais do Séc. XIX, por organeiro inglês desconhecido.










A Igreja de São Mateus


A primitiva igreja que houve na freguesia de São Mateus deve ter sido coeva da fundação da respectiva paróquia, uma das mais antigas da ilha do Pico. Ignora-se a data da sua construção, embora documentos confirmem já a sua existência em 1542. A actual igreja de São Mateus, uma das mais majestosas e ricas do Pico, começou a ser edificada no ano de 1838 fora do primitivo templo já por essa época pequeno para a população local e bastante arruinado. Com 33 metros de comprimento e constando de três naves sustentadas por pesadas pilastras, apresenta a curiosidade de um quadro a óleo representando um apóstolo, sobre cada uma das pilastras. No tecto da capela-mor encontra-se pintada a fresco uma pormenorizada cena do Ecce-Homo. O Coro Alto foi construído em 1888.
Dentre as várias capelas laterais, destaca-se a do Senhor Bom Jesus, embora pudesse ter um pouco de mais tarde. A imagem do Ecce-Homo que na mesma se encontra constitui, porém, um valor artístico. Foi ela oferecida em 1862 por um filho da freguesia, quando de regresso do Brasil, da vila de Ignape, onde existia uma imagem idêntica. Rica pelo seu diadema e pelas capas que lhe têm oferecido, tem esta imagem a sua grande festa, uma das maiores dos Açores, no dia 6 de Agosto, embora a festa do orago decorra a 21 de Setembro com grande concorrência de povo.
Esta última festa coincide com um voto, da freguesia, o qual consiste da larga distribuição de “rosquilhas” a todos os romeiros. O panorama da procissão é único.




Localização:

Rua do Santuário - São Mateus
9950-531 SÃO MATEUS MAD

Ilha: Pico
Distrito: Horta
Concelho: Madalena
Freguesia: São Mateus



-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Agradecimentos:
- Pe. José Carlos Simplício e Igreja de São Mateus



Fontes:

- Fotografias:
Tiradas no Local

- Informação sobre a Igreja:
Wikipédia
LifeCooler

3 comentários:

Luís Henriques disse...

Olá novamente!
Estava a ver as fotos e achei este espécime muito interessante:
1. São tubos de madeira os que vejo nos extremos da caixa? São os tubos mais graves? Flautados?
2. O órgão não tem palhetas "em chamada"?

Eco... disse...

Olá!

Respondendo às tuas perguntas:

1. Sim, são tubos de madeira e provavelmente os mais graves, pois encontram-se mais tubos deitados na horizontal (fora do sítio) no interior do órgão. Normalmente os tubos de madeira pertencem a registos flautados.

2. Não tem. É um órgão inglês. As palhetas em chamada são típicas dos órgãos ibéricos.

Luís Henriques disse...

Pois,a resposta 1. vem confirmar a minha suspeita. Perguntei se tinha palhetas "em chamada" pois poderia ter sido encomendado com este especificidade e/ou alterado por algum organeiro mais tarde.